Fúlvio Pennacchi

Fúlvio Pennacchi

FÚLVIO PENNACCHI
(1905 - 1992)

Nasceu na Garfagnana; Itália.
 

Formou-se pela Academia Real de Pintura de Lucca, Itália.
Chegou ao Brasil em 1929, fixando-se em São Paulo, onde realizou sua primeira exposição individual (Galeria Ita, 1944). Nos anos de 1930, integrou o Grupo Santa Helena e participou das exposições da Família Artística Paulista (1937 a 1940). Realizou várias individuais em São Paulo, expondo ainda em Santos, Brasília e Salvador. No exterior, expôs na Itália e na Argentina.

Entre suas exposições mais importantes destacam-se: 1973, retrospectiva, Museu de Arte de São Paulo; 1987, 60 anos de pintura, Galeria de Arte André, São Paulo; 2000, Desvendando Pennacchi, Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Álvares Penteado, São Paulo.

Conquistou diversas premiações no Brasil e no exterior, entre as quais a grande medalha de prata no Salão Nacional de Belas Artes (1936), a pequena medalha de ouro no Salão Paulista de Arte Moderna (1952), a medalha de ouro em Lucca, Itália (1973), e a medalha Mário de Andrade do Governo do Estado de São Paulo (1979). Ilustrou A vida de Jesus (1944), de Plínio Salgado, tendo se dedicado, sobretudo, à pintura de afresco e cerâmica - em igrejas de São Paulo e de outros estados -, e à pintura mural. Em 1996, sua obra integrou a mostra O Grupo Santa Helena, no Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro.

A seu respeito escreveu Aldo Bonadei em 1973: "Sabe Pennacchi amalgamar magistral e harmonicamente todo o clima do quatrocento italiano com a ambientação brasileira que tanto compreende. Sabe ver e expressar o cotidiano com o lirismo que só aos poetas é dado observar."


Referências: Pintores e pinturas (Martins, 1940), de Sergio Milliet; Artistas pintores no Brasil (São Paulo, 1942), de Teodoro Braga; Igrejas de São Paulo (José Olympio, 1954), de Leonardo Arroyo; Arte/Brasil/Hoje: 50 anos depois (Collectio, 1973), de Roberto Pontual; De Anita ao museu (Perspectiva, 1976), de Paulo Mendes de Almeida; Pennacchi (Raízes, 1980), de Pietro Maria Bardi; História geral da arte no Brasil (Instituto Walther Moreira Salles/Fundação Djalma Guimarães, 1983), coordenação de Walter Zanini; Arte brasileira (Colorama, 1985), de Walmir Ayala; 100 obras Itaú (MASP, 1985); Acervo Banco Chase Manhattan (Index, 1989), texto de Pietro Maria Bardi; A arte no Brasil nas décadas de 1930-40: o Grupo Santa Helena (Nobel/Edusp, 1991), de Walter Zanini; Pennacchi: pintura mural (Metalivros, 2002), de Valério Antonio Pennacchi.

 

Ver Obras
Gostou de alguma obra?