Roberto Burle Marx

Roberto Burle Marx
Roberto Burle Marx

ROBERTO BURLE MARX
(1909 - 1994)

Nasceu em São Paulo; São Paulo. Brasil.

Foi um artista plástico brasileiro, porém ganhou renome internacional exercendo a profissão de arquiteto-paisagista. Morou grande parte de sua vida no Rio de Janeiro, onde estão localizados seus principais trabalhos; no entanto, sua obra pode ser encontrada ao redor de todo o mundo.

Devido a problemas de saúde, Roberto passou uma temporada na Alemanha em 1928, onde entrou em contato com as vanguardas artísticas. Lá conheceu o Jardim Botânico de Dahlen (Berlim) com estufas mantendo uma vegetação tropical, fazendo-o recordar da flora brasileira, tema do qual ficou fascinado.

Burle Marx estudou na Escola Nacional de Belas Artes, onde ingressou em 1930, mas não concluiu o curso. Durante os anos 30 foi diretor do Departamento de Parques e Jardins de Pernambuco, onde ainda lidava com um trabalho de inspiração levemente eclético. Nesse cargo, fez uso intenso da vegetação nativa nacional e começou a ganhar certo renome, sendo convidado a projetar os jardins do Edifício Gustavo Capanema (então Ministério da Educação e da Saúde).

Sua participação na definição da Arquitetura Moderna Brasileira foi fundamental, tendo participado das equipes responsáveis por diversos projetos célebres. O terraço-jardim que projetou para o Edifício Gustavo Capanema é considerado um marco na ruptura do paisagismo brasileiro. Composto por vegetação nativa e formas sinuosas, o jardim (com espaços contemplativos e de estar) possuía uma configuração inédita no país e no mundo.

Desde então, Burle Marx passou a trabalhar com uma linguagem bastante orgânica e evolutiva, identificada com vanguardas artísticas como, arte abstrata, concretismo, construtivismo, entre outras. As plantas baixas de seus projetos lembram, muitas vezes, telas abstratas das quais os espaços criados privilegiam a formação de recantos e caminhos através dos elementos da vegetação nativa.

 

Ver Obras
Gostou de alguma obra?